Celebrando em minha alma…

Hoje no dia em que se celebra a nossa Deusa, Sara Kali, eu não preparei meu altar, não enfeitei minha casa, não fiz o tradicional banquete…

Acendi apenas uma vela, uma única chama, chama esta que representa apenas uma parte de minha essência e do que sinto… Um símbolo de tudo o que eu tenho a agradecer a Sara e ao povo cigano. Meu povo! O povo que me acolheu e me abraçou quando eu não tinha mais nada, o povo que me ensinou sua magia e me trouxe alegria de viver… O povo que me abençoou (e me abençoa) e que caminhou comigo de volta à minha casa.

Hoje a festa é sobretudo em meu coração e em minha alma. Sou cigana de coração e de alma.

Que Sara nos cubra com seu manto de Luz, nos abençoe e nos ilumine por mais um ciclo. E que sempre sejamos dignos de suas bênçãos e a de seu povo…

Prosperidade, amor, saúde… Paz!

Opchá!

Frutas Ciganas

Frutas ciganas

Doces e suculentas, espalham-se generosamente sobre toalhas vermelhas, em festas alegres e cheias de música. Apaixonados por frutas, os ciganos as usam em todas as ocasiões, além de empregá-las em chás, banhos e mágicas poções.

CONHEÇA O SIMBOLISMO DE ALGUMAS FRUTAS:

Maçã: ela aparece em todos os rituais ciganos e é usada como base de perfumes, banhos, óleos e poções. Nas festas de casamento, as mesas com toalhas vermelhas e enfeites dourados também devem ser forradas com essa fruta, pois ela simboliza o amor e a paixão. Mais: casamentos sem maçãs significam que o amor não durará para sempre.

Pêras: são as frutas preferidas dos ciganos, junto com as maçãs. Entre os persas, acreditava-se que o seu sabor perdurava até depois da morte. Por isso a pêra também está ligada à imortalidade e à boa saúde, além, é claro, da prosperidade, pelo tom amarelo da fruta.

Melancia: muito presente na decoração das festas, significa prosperidade (pela abundância de sementes) e fertilidade (pela cor vermelha do seu interior).

Morango: mais uma fruta vermelha empregada em poções de amor. A cor vermelha e o sabor da fruta dão a energia necessária para conquistar o ser amado. É utilizada também para curar desilusões amorosas, em chás e poções.

Abacates: os ciganos não têm dúvida em adoptar frutas de outros países, desde que sejam doces. É o caso do abacate, originário do México.

Uvas: se um cigano lhe der um cacho de uvas rosadas bem doces, saiba que ele quer se aproximar de você e ser seu amigo – ou talvez algo mais do que isso. Para eles, uvas e amizade andam sempre junto. Como em outras culturas, elas também são sinónimo de prosperidade. Os ciganos afirmam, convictos, que o costume de comer doze uvas no reveillon – uma para cada mês – é uma tradição originada entre eles, assim como o hábito de ter frutas secas na mesa de Natal.

Figo: outro estimulante sexual (aberto, assemelha-se ao órgão genital feminino). Usado também como remédio para combater a depressão, a ansiedade e a falta de memória.

Romã: uma fruta muito antiga. É empregada em chás e essências, como atrativo de dinheiro e felicidade. Em banhos ou talismãs, é garantia de fertilidade.

Damasco: é a fruta afrodisíaca por excelência, vinda dos países mediterrâneos. A sua cor, o laranja, traz vitalidade, fortalecendo a energia sexual. Os ciganos transformam os damascos em óleos aromatizantes, para envolver o casal apaixonado com o seu perfume.

Amoras e framboesas: pela cor, significam paixões arrebatadoras. As folhas de framboesa são usadas sobre o corpo da mulher, para proporcionar um bom parto. Essas frutinhas também são utilizadas como ingredientes em poções afrodisíacas.

Cereja: é uma das frutas fundamentais na decoração das mesas de noivado e casamento, pois significa o amor. Em poções e banhos, tem a função de atrair um parceiro. Os ciganos afirmam que as cerejas são diuréticas e calmantes.

Melão: pode significar prosperidade e um casamento rico pela frente. A fruta veio da Ásia e faz parte da cultura cigana há muito tempo, muitas vezes substituindo a pêra. É usada na magia cigana para garantir a união da família.

Amêndoas e castanhas: no ano-novo, as amêndoas são colocadas na carteira para atrair dinheiro. As castanhas são comidas para garantir o vigor sexual.

Fonte: http://asas.chrome.pt/frutasciganas.html

Oferendas para ciganos e ciganas

As oferendas para o povo cigano não precisam ser caras, mas devem ser bonitas e feitas no maior capricho possível. E preferencialmente são entregues em jardins e/ou praças.

Os elementos que tradicionalmente se usam são:

  • Tecido, papel de seda ou folhas vegetais para forrar onde será assentado a oferta.
  • Flores (quando rosas não esquecer de retirar os espinhos).
  • Frutas sempre doces (maças, morangos, peras, uvas, ameixas, pêssegos…).
  • Bebida – o mais comum é o vinho tinto ou branco. Porém isso não é uma regra. Você pode ofertar suco de frutas, chás aromáticos, ponche de frutas ou outra bebida como whisky, champanhe, cerveja ou rum. Tudo isso depende do que a entidade pedir e claro da sua intuição.
  • Taças para colocar a bebida, derramando sempre o restante em torno da oferenda.
  • Fitas coloridas…
  • Mel.
  • Baralho cigano.
  • Leques.
  • Lenços e xales.
  • Velas coloridas.
  • Pulseiras, anéis, brincos e adornos femininos para as moças.
  • Cristais.
  • Moedas – correntes ou antigas.
  • Perfumes.
  • Incenso.

Você não precisa usar todos os elementos de uma só vez e nem em grande quantidade. Faça como puder e sempre conforme o seu coração mandar.

Procure trabalhar nas fases crescente e cheia da Lua. No caso da Lua cheia sempre em seus três primeiros dias, a partir do quarto dia a Lua já começa a entrar energéticamente em sua fase minguante.

Normalmente quando eu faço uma oferta para minha cigana eu aproveito e faço para o cigano companheiro dela. Pois entendo que os dois trabalham juntos e assim sendo agrado aos dois… Também é possível fazer uma entrega geral, para todos os ciganos, o melhor mesmo é seguir a sua intuição.

Velas e incensos devem ser acessos, tendo o bom senso de não colocar fogo na mata e como eu disse no post anterior, deixar o menos lixo possível, e em local que você saiba que vai ter coleta depois. No caso das velas eu prefiro acender em casa no meu altar. Deixar resto de oferendas em rios e cachoeiras nem pensar!!!

Em rios e cachoeiras deixe somente flores e no máximo frutas que sabemos ser perecíveis e não farão mal ao ambiente.

Para os ciganos e ciganas que trabalham na linha chamada esquerda (pombas gira e exus ciganos) é normal pedir – se cigarro e fumo. Então não se assuste.

Nossos amigos estão aqui para nos ajudar e proteger. Peça sempre o que realmente precisa, e sempre peça pelo bem e para o bem.

O que são oferendas?

Eis uma definição que achei na internet:

Normalmente tendem a fazer confusão entre “doação” e “oferenda”. Doação é algo que a pessoa dá de forma voluntária sem esperar nada de volta com isso, faz porque gosta ou porque deseja fazer, faz para ajudar e não para ser ajudado. No caso da Oferenda, não é algo voluntário. Se faz a Oferenda para agradar os guias e ser ajudado por eles e não para ajudar, eis aí a grande diferença!

1. O que é oferenda e qual a sua finalidade?
R- É tudo aquilo que se oferece para alguma entidade ou santo com o objetivo de conseguir forças e merecimento para se obter alguma coisa.

2. O que representa para as entidades a Oferenda?
R- Representa essencialmente a “energia da vida” ou o “sangue” que dá vida há alguma coisa.

3. Quais os principais tipos de Oferendas?
R- Existem praticamente quatro tipos diferentes:
* Oferenda de origem vegetal: árvores, folhas, frutos, sementes e flores.
* Oferenda de origem mineral: água, sal, carvão, ouro, prata, bronze, etc.
* Oferenda de origem animal: bois, bodes, carneiros, galinhas, patos e muitos outros animais, que depois de extraído o sangue, servem de alimentos à comunidade.
* Oferenda de origem financeira ou bens materiais: dinheiro, imóveis, automóveis e qualquer outro patrimônio ou objeto de valor material que uma pessoa pode ter.

4. Como uma Oferenda pode ajudar uma pessoa a conseguir forças e merecimento para conquistar alguma coisa?
R- Uma Oferenda, quando bem apresentada, eleva consideravelmente a força fluídica que se encontra ao redor do perispírito (energia perispiritual). Essa é uma das energias que as entidades manipulam e direcionam para ajudar na realização dos desejos.

5. Como uma Oferenda deve ser apresentada?
R- Com fé e muita reverência.

6. Para quem devemos dar as Oferendas?
R- Geralmente são oferecidas a uma ou mais entidades que fazem parte do culto ou da linha espírita de qual se trabalha.

7. Como um bem ou um valor monetário que a pessoa tem pode resultar em benefícios se ela der em forma de Oferenda?
R- A maioria das pessoas protegem os seus bens de forma inconsciente através da emissão de energias fluídicas que os envolvem. O mesmo ocorre com o dinheiro. Quando a pessoa resolve abrir mão de algo que lhe pertence para fazer uma oferenda, a energia que envolve esse bem ou esse objeto pessoal se desprende dele e é manipulada e direcionada pelas entidades em prol do pedido do assistido.

8. Por que o uso do dinheiro geralmente traz mais resultados para o assistido do que outros tipos de oferendas, como por exemplo as de origem vegetal?
R- Porque o dinheiro é um dos mais poderosos elementos que dispomos no plano físico depois do sangue. Como já dissemos antes, em volta desse objeto existe alta concentração de energia e as entidades precisam dela para agir em favor do assistido.
Em nosso mundo praticamente todos desejam o dinheiro, desejam mantê-lo perto de si, desejam nunca ficar sem ele, desejam ainda lutar e trabalhar para conquistá-lo. Muitos desejam fazer qualquer coisa para atrair o dinheiro para si e outros, por sua vez, desejam coisas imagináveis e tudo isso tão somente para não perdê-lo. Todo esse desejo humano pelo dinheiro concentra nele a energia necessária que as entidades necessitam para atender aos pedidos, desde que permitido é claro, daí o motivo porque o dinheiro é muito usado como principal Oferenda em muitas casas e cultos espiritualistas.

Na minha opinião pessoal, sou contra qualquer tipo de oferenda animal, estamos no século 21 e não vejo motivos para se sacrificar qualquer animal em prol dessa ou daquela entidade. Acho isso um atraso de evolução.

Quanto aos outros tipos de oferendas penso que chegará um dia que já não se farão mais necessárias.  Também não vejo a necessidade de fazer parte de centros, templos ou da ajuda de terceiros para se fazer este ou aquele ritual. Acredito que a busca de informação é a solução, e qualquer oferenda feita de bom coração é aceita. Não se fazendo necessário pagar por isso.

Já vi muitas pessoas se aproveitarem do desespero e ignorância alheia e cobrarem valores absurdos por este ou aquele suposto trabalho que dizem se fazer necessário. Veja não estou gereralizando, tem muita gente boa no “ramo”.

Para se fazer uma oferenda devemos seguir nosso coração e também nossa intuição. Respeitar o local de entrega da mesma, não deixando sujeira e restos. Se for deixar na natureza, seja praia ou praça, deixe em lugar que você saiba que irá passar coleta de lixo e procure não deixar garrafas e objetos que poluem e que não se degradam. Não tem coisa pior do que ir na praia final de ano e ver a imundice deixada por causa das oferendas a Iemanjá.

Sejamos bruxas, magos, espíritas e místicos conscientes e protetores do nosso planeta.